Comendo minha filha putinha

Fui pra casa hj mais cedo, minha rola está babando de tão dura.. quero pegar Carlinha e comer o buraquinho de sua bundinha… aquela cadelinha do papai… vou amarrar ela do jeito q ela gosta e lhe dá umas palmadas..
Quando cheguei em casa, carlinha estava no quarto lendo um livro da faculdade. Aquela bundinha durinha pra cima e só de calcinha e mais nada, meu pau babou mais em vê aquele corpinho magro e branquinho na cama. Cheguei e deitei sobre ela, ela sorriu feliz.. sentiu a grossura do meu pau e gemeu de prazer..
– papai, já tá todo armado.. delícia…
– Sim, minha putinha…
Tirei sua calcinha e abri sua bundinha com a mão, seu botãozinho rosinha pedia uma lambida, desci a cabeça e comecei a lamber… delicia… ela abria mais as pernas… tirei minha calça e cueca e coloquei a vara na entrada do seu cu e fui empurrando, ela protestou..
– Está doendo papy..
– Calma, vou ficar só aqui na entradinha minha princesinha…
E fiquei ali, ia e vinha sem força mais..
– Carlinha, posso te amarrar que nem da outra vez???
– Pode sim, paizinho…
Abri a gaveta perto da cama dela e peguei uma cordinha, ela pôs as mãos pra cima, e amarrei elas na cabeceira da cama, ela ficou deitada de barriga pra baixo, com as mãos amarradas na cabeceira da cama, estava peladinha…. deitei sobre ela de novo e fiquei beijando suas costas e por baixo amassava seus peitinhos duros, as vezes a mordia tb e fazia muitos chupões..
– Carlinha, posso morder mais… vc quer?
– simmmm
Mordia suas costas e lambia e chupava… desci ate sua bunda e a mordia tb e chupava….
– Carlinha, vc quer umas palmadinhas do papai?
– Sim, bate com força…
Comecei a bater na sua bundinha, bem forte, nas bandas, ate q ficou vermelhinha… ela gemia e pedia mais… depois deitei sobre ela e voltei a colocar minha pica na entrada da sua bundinha e fui penetrando, ela pedi pra parar, mas eu ia penetrando, sua cuzinho ia sendo rasgado no meu pau de macho… Quando entrou a metade, me deitei sobre ela e tampei sua boca e soquei com força, ela não pode gritar… e só parei quando cheguei no fundo… eu ia e voltava fundo nela, sem soltar sua boquinha.. ela gemia por debaixo dela e eu fudia sem dó, sentindo seu cuzinho em volta da minha rola apertando… e sendo aberto ao extremo… falei em seu ouvido
– papai tá tão feliz… te amo…. seu cuzinho é melhor q o cuzinho q já comi…. hummmmm… vou gozar bem fundo em vc…
Fui socando forte e rápido… ate q gozei… e sai de dentro dela, abri sua bundinha e vi seu botãozinho inchado.. me deu vontade de novo… passei a língua pra aliviar a dorzinha….
– nossa papai, doeu muito…
– Vc vai acostumar, assim como acostumou na bucetinha… vc me ama?
– Sim, te amo muito!
Soltei ela e fomos banhar.. seu cuzinho ardia com a água, depois lhe dei um remedinho pra passar na bundinha…
– Carlinha, seu tio beto chega amanhã, vai passar dois dias aqui.. vc vai dormir com nós dois na cama viu..
– Viu…
– Vou comprar lubrificante pra vc dá conta…

Add a Comment