Fantasiando com minha mãe carente

Pura ficção…… Era o aniversário da minha mãe, meu pai tinha marcado de jantar com ela num restaurante, mas por motivos de trabalho ou sei lá desmarcou em cima, mamãe já estava no restaurante inclusive, eu a tinha deixado lá pois era para papai passar do trabalho,mamãe me ligou para ir busca lá, pela sua voz já notei que ela estava meia bêbado, eu estava com 16 anos, apesar da idade eu já era bem desenvolvido, a ligação da minha mãe interrompeu uma punheta, mas fui de boa apesar de ficar de pau duro, mamãe estava vestindo um vestido preto com um belo decote, com meia calça preta, apesar da sua idade ela ainda tem um belo corpo, sei que é errado mas já tinha espionando ela tomar banho, e batido várias em sua omenagem, mamãe entrou no carro já cambaleando, e já foi falando mal de papai, no meio do caminho ele me perguntou se eu a achava bonita, sexy pq seu pai não me come mais, eu fiquei meio sem graça inclusive pq ainda estava ecitado, começou a falar que se cuidava para se manter atraente pediu pra mim olhar pra suas coxas erguendo a saia do vestido e mostrando que estava com um sinta liga, pois aquela noite ela queria seduzir papai, perguntou se ela não estava gostosa, eu respondi que sim, ela parou por um momento me olhando, e depois com a voz atrapalhanda com a bebida mas sedutora pediu pra eu estaciona num lugar escuro, eu achei um lugar num estacionamento de um mercado perto de casa, quando desliguei o carro ela começou a alisar minha coxa e a dizer que sabia que eu a observava tomando banho, até que ela levou a mão até meu pau, au mesmo que era bom tbm era estranho pq era minha mãe… Mas a situação nos levou, o lugar estava escuro e aparti de um certo momento éramos só um homem e uma mulher locos pra trazar, mamãe fez praticamente tudo, tirando meu pau pra fora e se encaixando nele começou a cavalga, a iniciativa que eu tive foi só de libera seus lindos seios, ela gemia tão gostoso, que gosei logo, mais meu pau queria mais, ela com os movimentos ate que ela gostasse tbm, nesse momento ela se inclinou pra trás e espasmos e se tremendo todo cesso a cavalgada, foi só aí que ela deve ter voltado a realidade, a realidade em que ela acabará de dar para seu filho, ela disse… O que eu fiz… E saiu decima de mim ainda com o pau duro todo melado com o goso dela e meu, se vestiu e pediu pra nós irmos, ainda antes de chegar em casa, ela pediu pra que isso ficasse só entre nós dois e que não podia acontecer novamente,,,, em casa tive que bater uma, pois os gemidos dela ainda deixaram meu pau duro,,, continua……

Add a Comment