Fodendo gostosa no dia da formatura

Acordei no segundo dia e o povo estava desmaiado. Fui tomar café da manhã que o hotel dava e estava lotado, peguei o que iria comer e Carla apareceu me deu bom dia com um beijo e foi pegar sua comida, depois sentou do meu lado e perguntou o que eu iria fazer hoje.

Eu: – To afim de conhecer um pouco a cidade.

Carla: – Não prefere curtir a praia? Nesse sol.

Eu: – Praia tem em todo lugar.

No fim discutimos um pouco e por fim decidimos cada um fazer o que quer. Depois do café me arrumei, Igor perguntou o que eu ia fazer e falei que ia ver a cidade e me pediu pra esperar que ia junto. Esperei ele voltar do café e se arrumar e partimos.

Caminhamos até o centro de cultura e percebemos vários formandos como a gente, inclusive se outras escolas e aproveitávamos para paquerar, fomos no shopping e em uma dessas conhecemos 3 meninas: Karine uma ruiva com seios médios e uma bunda larga, magrinha, branquinha, com olhos pretos tinha por volta de 1, 76m com uma cintura muito fina. Maísa uma morena que tinha uns seios enormes, um pouco mais cheiinha porém com a bunda grande também, era bronzeada e tinha por volta de 1, 65m e Paula uma japonesa de cabelos longos e negros, seios médios e uma bundinha gostosa, era magra mas não tanto quanto karine e devia ter 1, 67m.

No shopping mesmo enquanto tomávamos uma breja ficamos flertando com elas na praça de alimentação e elas se juntaram a nós. Ficamos trocando ideia de onde eram, falaram que eram de uma cidade do interior de São Paulo, o que iam cursar e tudo, até chegar no assunto sexo.

Eu: – Eu ainda não vi o sexo que tanto prometem nessas viagens.

Igor: – Eu me de bem ontem com um gata. (mo fdp comeu minha namorada)

Maísa: – Eu se deus quiser transo hoje com um pauzudo.

Igor: – Não seja por isso, estamos ai pra isso.

Maísa era mais safada e foi colocando a mão no pau de Igor embaixo da mesa.

Maísa: – Hhmmmmm meninas acho que encontramos o pote de ouro.

Karine então fala:

– Deixa eu ver se encontramos mesmo.

Karine começa a esfregar meu pau e fala:

– Temos uns ganhadores, vocês tem camisinha?

Eu: – Claro.

Bebemos mais um pouco e Maísa chama a gente para ir conhecer o quarto delas, elas estavam no mesmo hotel que a gente porém em outro andar, entramos no quarto e vimos que não dividiam em 6 pessoas como a gente, colocamos as camisinhas na mesa que tinha no quarto, Maísa partiu para cima de Igor e Karine para cima de mim deixando Paula um pouco sozinha, então chamo ela para se juntar e demos um beijo triplo, Karine a tira meu pau para fora e começa a chupar, Paula tira minha camisa e começa a me beijar enquanto esfrego seus seios por cima da camiseta e do sutiã, ela tinha uma língua tão pequena e gostosa ao contrário de Karine que já tinha uma língua comprida que era uma delícia também enquanto lambia o meu pau. Tiro a camisa de Paula e seu sutiã e vejo aqueles peitos gostoso que cabem certinho na minha boca e começo a chupar enquanto enfio minha mão no seu shortinhos e encontro sua bucetinha e começo uma deliciosa siririca deixando-a bem molhada. Então puxo Karine e mando Paula chupar, no começo ela tem dificuldade por ter a boquinha pequena mas aos poucos consegue e começa a chupar gostoso, começo a beijar Karine e despi-la também porém ela foi mais fácil pois usava um vestido e estava sem sutiã, me deitei e ela veio por cima onde comecei a chupar sua buceta e ela se juntou a Paula para chupar o meu pau. Era fácil saber quem estava chupando no momento, Karine era mais agressiva e Paula mais suave então Karine me pede:

– Quero sentar nele.

Ela se levanta, coloca uma camisinha, vira de frente para mim e começa a descer entrando com o meu pau até o fim da sua buceta.

Karine: – CARALHO QUE DELÍCIA!!!

Nisso chamo Paula para sentar em mim e começo a chupá-la e só escuto as duas gemendo juntas.

Karine: Tá gostando Paula? Ta gostando da língua dele?

Paula: – Estou adorando.

Karine: – Quer roubar o pau dele de dentro de mim?

Paula: – Quero, quero sentar gostoso!

Karine: Então vem cá.

Começo a escutar som dos beijos entre elas porém são interrompidos por Maísa:

– CARALHO!!!! ISSO ME FOME!!! ME COME CARALHO!!! ME DÁ ISSO!!! QUE PAU GOSTOSO!!!

Quando olhamos Maís estava cavalgando como nunca em Igor, movimentos rápidos e pesados como uma ninfomaníaca que precisava daquilo, não parava de pedir o pau dele, quando o pau dele escapou podemos ver que estava sem camisinha era grande e grosso ( depois disso até perguntei se ele já tinha medido e ele me disse que tinha uns 26cm mas se tivesse com tesão mesmo chegava nos 27cm) Maísa tratou de colocar o pau de volta para dentro dela e pedir pra ele foder ela. Aquilo me deu muito tesão e comecei a foder forte Karine que claramente se molhou com a visão do pau de Igor e acabou gozando em mim, então puxei Paula, troquei a camisinha e fiz um papai mamãe com ela porque queria ver o rosto dela enquanto a comia, comecei a penetrá-la e ela se contorcia e reclamava de um pouco de dor, claramente a que menos tinha experiência sexual ali, quando começou a ficar gostoso não resisti e beijei sua boca porém foi só eu afastar e Karine sentou no rosto de Paula mandando ela chupar e assim o fez. Então escutamos Maísa:

– ISSO GOZA GOSTOSO DENTRO DE MIM!!! ISSO SAFADO!!! QUERO OUTRA RODADA.

Ela começa a bater uma punheta mas Igor não endurece e ele explica que precisa de um tempo.

Maísa: – Eu não tenho tempo.

Ela então olha na nossa direção, me empurra na cama tirando o pau de dentro de Paula, tira a camisinha e sobe em mim entrando com aquela buceta gozada, seus peitos enorme caem no meu rosto e começa a cavalgar em mim.

Maísa: – ISSO ME FODE GOSTOSO QUE O FROUXO DO SEU AMIGO JÁ MORREU ALI!

Eram estocadas intensas muito prazerosas e quando dei por mim gozei tudo dentro dela. E ela queria mais, então ela pediu para Karine preparar o cuzinho dela e Karine foi chupá-la e mandou Paula me chupar e assim fizeram até eu ficar com o pau bem babado e quando Igor deu sinal de vida Maísa sentou novamente no pau dele e mandou eu comer o cuzinho dela, meti sem dó.

Maísa: ISSO DÓI FDP!!! MAS É MUITO BOM!!! METE CARALHO!!!

Começamos aquela DP, Maísa não era a mais bonita mas gemia tão gostoso que nos excitava muito e tinha atitude, nossos corpos suavam muito e escorregávamos em nossos toques, metemos até inundar a buceta e o cu dela com porra e escutamos Maísa gritando:

– CARALHO ISSO É MUITO BOM!!! ADORO PAUS GOSTOSOS E GROSSOS!

Karine: – Como sempre Maísa fica com toda porra e não deixa nada para a gente.

Maísa: – Quer porra? Vem pegar.

Ela então abriu a buceta e o cu, Karine começou a chupar sua buceta e Paula o seu cu, engolindo o máximo de porra que conseguiam, eu e Igor estávamos deitados na cama cansados mas logo Karine parte pra cima de Igor e começa a chupá-lo e Paula vem me chupar, Maísa não contente parte pra cima de mim e começa a querer tirar o pau de Paula e quando consegue o coloca entre seus seios e me faz um espanhola, nisso fico beijando Paula, quando Maísa sente meu pau duro já vai sentando e cavalgando, me deito para chupar Paula para dar prazer a ela já que Maísa não deixava de jeito nenhum eu comer Paula, Maísa era como um animal selvagem e seu corpo pingava muito suor já em mim mas as pernas dela não cansavam, Paula gozou em minha língua depois de um tempo e saiu de cima, olhei Igor e ela já metia em Karine com camisinha, porém a camisinha não cabia tudo, Karine tinha uma bela raba vendo pelas costas, então Paula foi até eles e Karine deu lugar a ela e Paula teve um pouco de dificuldade para sentar naquela pica enorme tanto que ficou um pouco para fora mas ela gemeu gostoso como uma verdadeira japinha, então sinto uma mão puxar meu rosto e vejo o rosto de Maísa:

– TA OLHANDO O QUE? É EU QUE VOCÊ ESTÁ COMENDO!

E me beija com um monte de saliva, nossos corpos se juntam e é muito molhado devido ao suor e acabamos gozando. Maísa cai sobre mim, a jogo para o lado e vejo o horário e é quase hora do almoço, peço para tomar um banho e Karine me acompanha, começamos com uns amassos no chuveiro e meu pau deu sinal de vida, ela então se abaixa e começa a chupar gostoso e quando está duro ela pede:

– Me come aqui.

Apontando para o cuzinho.

Eu: Mas estamos sem camisinha.

Karine: – Só vem.

Passo sabonete na sua bunda e no meu pau e começo a penetrá-la bem gostoso.

Karine: – Hmmmm isso é gostoso, assim! Embaixo da água é bem mais gostoso fazer anal.

Quando nossos corpos se encontraram, ela estava apoiada na porta de vidro e comecei o vai e vem, algumas horas trocávamos beijos e por fim quando anunciei que ia gozar ela pediu na boca mas saiu bem pouco pois já havia gozado muito. Terminamos o banho e Igor entrou com Maísa e Paula, onde ele teve que foder novamente com Maísa e nos assistimos tudo enquanto Karine me batia uma leve punheta. Por fim fomos encontrar minha namorada Carla na recepção que havíamos marcado, ela estava com Yuri e Luís. Almoçamos juntos e ela me perguntou o que eu iria fazer, sinceramente eu tava morto depois daquele sexo todo e falei que ia descansar um pouco no quarto que tínhamos andado muito. Carla falou que tudo bem, que iria dar um descanso na piscina pra pegar uma cor e assim foi com Yuri e Luís, Igor foi comigo porque era outro que tava morto. Dormimos a tarde toda, acordamos para jantar porém não encontrei Carla e só a encontrei mais tarde umas 22h que iriamos para outra festa e lá fomos para mais uma festa. Todo mundo se divertindo, quando foi dando 1h da manhã Carla me deu um perdido novamente, procuro ela e quando vejo ela está beijando um cara que eu nem conhecia, percebo sua mão já no pau dele e do nada sou puxado, quando viro é Paula:

– Oi Pedro, tudo bem?

Eu: – Melhor agora.

Começamos a conversar e ela solta:

– Quase não deu pra gente fazer nada, a Maísa pegou vocês dois para ela, ela é assim mesmo quer toda atenção nela.

Eu: – Verdade mas ela não está aqui agora.

Paula: – Não mesmo, deve estar pegando outros caras.

Eu: – A gente poida aproveitar.

Paula concordou e a puxei, mas fiquei sem saber onde levar ela, no caminho até o hotel falei que não daria no meu quarto pois dividia com 5 caras, ela então falou para irmos para o delas que se alguma aparecesse se juntava ou estaria com algum carinha já.

Chegamos no quarto e estava vazio, começamos a se beijar e nos despir, em um instante ela estava de camisa branca regatinha com um shorts jeans e no outro estava peladinha pra mim, comecei a chupar seus seios e desci até sua bucetinha e chupei gostoso até ela gozar na minha língua, então ela se levantou, prendeu o cabelo com um rabo de cavalo, que adorei e começou a me chupar, ela pediu a camisinha e quando abri a carteira só tinha uma. Ela me encapou e começou a sentar gostoso, dei minhas mãos para ela apoiar e começou a pular bem gostoso.

Paula: Hhhhmmmm era isso que eu queria essa tarde!

Eu: – Então aproveita que estamos só nós dois.

Ficamos assim e por fim ela me abraçou e ficamos agarradinhos metendo e gozei, ela tirou minha camisinha e virou toda porra que havia dentro na boquinha de forma que eu visse, aquilo me excitou mas falei que havia acabado as camisinhas. Paula então começou a chupar o meu pau novamente, quando estava limpo ela ficou de quatro e colocou-o entre suas pernas e mandou eu movimentar, assim fiquei roçando nas suas pernas e as vezes em sua bucetinha quando anunciei que ia gozar ela o colocou na boca novamente e tomou todo leitinho. Ficamos ali deitados um tempo se pegando, falei que ia voltar para a festa mas ela preferiu ficar, quando estava indo pegar o elevador sai Maísa com 3 caras, ela olha para mim, sorri e pergunta:

– Oi Pedro, quer participar da minha festa?

Agradeço o convite e falo que hoje estou cansado, quem sabe numa próxima.

Maísa: – Você que sabe, já sabe o que está perdendo.

Volto para festa, não encontro Carla e só depois de meia hora ela aparece, nos beijamos e já senti o sabor de porra na boca dela, voltamos para o hotel, ficamos se pegando um pouco na piscina e conversando sobre a vida, percebemos que estávamos sozinhos ali e Carla tira meu pau para fora me fazendo um delicioso boquete e acabo gozando na sua boca, ela estranha que tem pouca porra mas falo que tenho que me aliviar no banho já que está difícil de a gente fazer na viagem, subimos cada um para o seu quarto e dormi novamente.

Add a Comment