Pensando no entregador de água mineral

Era uma vez, uma história de putaria na cidade do Salvador na Bahia.
Em um belo dia ensolarado na cidade, eu estava em casa após o almoço e me recordei que necessitava urgente me matricular na Universidade, pois era o último dia. Então me arrumo para ir ao meu destino. Certo que mais cedo um amigo tinha marcado para ir na minha casa, então, combinei com ele que o esperaria próximo a minha casa para de lá seguirmos para Universidade. Depois de um certo tempo ele chegou.
Entretanto quando eu estava a caminho do nosso encontro, passo em um posto de combustíveis e vejo um carinha calibrando os pneus de sua moto que continha na parte traseira uma caixa de carregar água mineral, negro bronzeado, cor muito linda, cabelos curtos, aparentando 20 anos, fortinho, 1,77 aproximadamente e com um calça jeans surrada apertada onde deixava em destaque seu pau e uma bunda redondinha e durinha a qual pude constatar posteriormente, com uma camiseta branca que destacava seus músculos durinhos que comprovei no mesmo instante ao passar a mão em seu ombro descendo percorrendo pelos seu braço quando o cumprimentei.
Eu estava de bermuda tactel cinza, sem cueca e camiseta branca e tênis preto e o abordei já meu pau dando sinal de vida e eu eufórico querendo falar com ele e ao mesmo tempo tentando não demonstrar minha casseta meio bomba que já destacava na bermuda folgada que estava usando. Tomei coragem, e o aborde:
Eu: “boa tarde man, beleza?”
Ele: “sim, tranquilo.”
Eu:Pude perceber que você trabalha entregando água mineral ou apenas calibrando a moto de algum brother?
(Meus olhos percorriam por todo o seu corpo e encarando ele ao mesmo tempo com uma cara bem safada, como quem dissesse que o desejava, e que era o meu desejo mesmo, o agarrar e dar um beijo ali mesmo e uma amassada no seu cassete que pude reparar que estava meio bomba, não sei se foi devido os meus olhares ou se já estava mesmo. RSRSRS)
Ele: Trabalho sim man, aqui pertinho, entregamos por toda região.
Eu: Será que você entrega lá na minha rua, fica próximo, rua tal, perto de tal lugar. E vc tem telefone?
Ele: Entregamos sim, tenho celular não, perdir o meu aparelho e ainda não comprei outro.
Eu: pensei, perdi o boy, kakakakaka então disse: beleza então, nos vemos por aí e fui saíndo,
Entretanto o boy disse: Pêra, tem o número lá da empresa que vc pode ligar que entregamos á onde tu moras, anota aí porque estou sem celular e sem cartão…
Eu: Diga aí man, anotei o número e complementei “a isca”… rsrss Tomara que seja você mesmo que venha entregar, porque curtir você parece ser gente boa e rir. Rsrsrs
Ele, sem perder tempo, disse: Sou eu mesmo quem entrego, fica tranquilo que na hora que tu ligastes eu entregarei sua água.
Eu: Tranquilo, agora tenho que ir á um compromisso e mais tarde se eu chegar a tempo te ligo para você entregar lá. Então fui saíndo para encontrar meu amigo e irmos para Universidade.
Ele: De boa. Vá lá e sorriu.
Fui me encontrar com meu amigo e resolvi tudo na Universidade, sendo que o que desejava mesmo era ver e pegar aquele boy que havia conhecido a poucas horas. Rsrsrs
Ao chegar em casa com meu amigo, pensei, não posso perder a oportunidade do boy me esquecer, mesmo com o empata foda do meu amigo comigo, liguei para o Disque água e fiz meu pedido, em poucos tempos o mesmo interfona e eu libero a entrada dele. Ao chegar eu o cumprimentei apenas com um aperto de mão puxando para um abraço e meu amigo no meu quarto a minha espera. Rsrsrs
Ele disse: Aqui sua água, não disse que iria vim se você chamasse,
Eu falei: Gosto assim, cumpriu sua palavra. Rsrsrs… Nesse momento não estou sozinho em casa, mas, aparece aí mais tarde quando sair do serviço para a gente bater um papo, esse é meu número. Posso de esperar?
Ele: De boa. Valeu. A gente se fala. E saiu me olhando.
Eu, o fitando todo tempo, deixando ele perceber que o desejava e percebendo que seu pau estava marcando dentro da sua calça jeans já duro.
Logo após a saída do boy, meu amigo estava no meu quarto no computador e eu cheguei com a casseta dura, pulsando devido o boy que acabara de ver e meu amigo disse, “Que porra é essa aí”, eu respondo, uma pica dura, depois de ver aquele boy, entregador de água, delicioso em minha porta, queria mais gozar gostoso com ele. Hehe
Então respondeu: não sou ele, mas, gozar gostoso você pode e foi logo apertando o meu pau e colocando para fora que já saltou latejando de tão duro, da bermuda que eu usava sem cueca, e abocanhou de uma vez, mamando gostoso e eu delirando com a situação, até que depois de uma mamada gostosa eu gozei fartamente sendo chupado pelo meu amigo, pensando no entregado de água que desejava e em outro dia que veio aqui em casa, saciei o meu desejo, mas, isso já é outro conto, da foda gostosa com o Entregador de água.

Add a Comment