Safada oferece o pau do namorado pra sua amiga

O que vos relato aqui é quando eu e minha amiga transamos com o meu namorado, e o convite foi meu.

Logo depois que eu saí do ensino médio, comecei a me relacionar com um garoto 1 ano mais velha que eu, eu consegui o número dele com um amigo e fomos conversando, dentro de uma semana já estávamos ficando, e era muito delicioso, tinha que me segurar pra não transar com ele no fundo da minha casa, queria pagar de boa santa na frente dele, mas quando ele ia embora, eu me trancava no meu quarto e gozava na siririca pensando naquele volume roçando na minha buceta enquanto ele agarrava meu cabelo e dava o mais divino beijo de língua que me deixava toda molhada.

Depois de algum tempo, começamos a namorar, e com isso veio o nosso primeiro sexo, e foi perfeito, sabia como fazer uma mulher gozar, além de ser PERFEITOOOOO!!!! Núbia era minha amiga de infância e sempre compartilhava tudo com ela, ela era um pouco mais reservada, diferente de mim, que era uma ninfeta puta que não aguentava ver um caralho que já quer se engasgar toda. Em umas das nossas conversas, eu falei sobre o Gabriel (namorado gostoso) transar muito bem, de ser a melhor foda da minha vida.

– Mas Bia, ele fode tão bem assim? Pra você falar isso tantas vezes, o cara deve dominar o sexo – Dizia ela com dúvidas sobre os meus comentários.

– Tudo bem, se não acredita no que eu falo, vamos marcar um ménage, e você sente na pele o mesmo prazer que eu, vou conversar com ele e te dou a resposta ainda hoje.

Conversei com o Gabriel e ele ficou super empolgado, mas ele impôs algumas condições, nós duas iriamos sem calcinha e sutiã, que eu ficaria só assistindo enquanto ele fodia a Núbia, e eu faria o que ele mandasse, fiquei superexcitada com a ideia e aceitei de prontidão, informei a Núbia que ficou marcado pra noite do mesmo dia na minha casa. Me preparei para a ocasião, era o meu primeira ménage, queria fazer gostoso pra ser inesquecível para os 3.

Quando chegou a hora, Núbia chegou em casa adiantada, ela estava vestindo uma blusinha bem fininha, uma saia preta que combinava com seus olhos castanhas, com a sua pele moreninha e com seus olhos negros, dava pra notar os bicos dos seios dela durinhos, a recebi com um beijo de língua que perdi até a noção do tempo, quando vi, notei que o Gabriel estava apreciando a cena, eu mandei um sorriso safado pra ele, e Núbia ficou tímida e acabou desviou o olhar.

– Vou buscar algo para bebermos, vocês fiquem ai e conversem um pouco

Fui para a cozinha a os deixei a sós, eu já estava molhadinha com aquele beijo e imaginando o que viria a seguir, a calça leg cinza que eu usava já estava entregando minha buceta molhada com uma puta mancha bem na buceta, comecei a me tocar um pouco, mas logo me recompus, servi o vinho em 3 taças e fui novamente para a sala, onde encontro os dois se beijando, ele já invadindo a buceta da Núbia com os dedos, quando notaram minha presença, eles pararam, ele veio até mim lambendo os dedos, pegou uma das taças e sentou no sofá, ofereci a outra taça para ela.

Sentamos e começamos a conversar, já um pouco soltos por causa da bebida, Núbia estava mais afetada pelo efeito da bebida, já não era a menininha tímida na qual chegou no local, ela se sentou no colo do Gabriel e eles começaram a se beijar, até que ele a manda ficar de pé, ele se posiciona atrás dela e começa a alisar o corpo dela, apertando os seios que estavam sem sutiã, erguendo a saia revelando sua buceta desprotegida, sem calcinha.

Com uma mão nos seios, por baixo da blusinha, ele apertava os biquinhos dos seios, com a outra no meio das pernas, a masturbava levemente, obrigando-a a soltar leves gemidos, e isso ocorria bem na minha frente, o fato do meu namorado estar dando prazer para outra mulher, era o que mais me excitava. Ele acelerou a massagem na xoxota apertada dela, que mal conseguia conter os gemidos, e como sou uma puta safada, comecei a me masturbar vendo aquela cena, onde o meu namorado a realizava me olhando nos olhos, eu via o desejo dele de foder as duas fêmeas a disposição dele.

Ele desabotoou a calça e seu cacete pulou pra fora e ordenou que ela se agachasse pra chupar, ela obedeceu e começou a chupar, as chupadas dela eram lentas e bem molhadas, só engolia metade do pau, mas eu sabia do jeito que ele gostava e podia quase pressentir o que aconteceria. Quando ele agarrou o cabelo dela, eu tinha certeza que ouviria barulhos excitantes dela se engasgando no caralho dele, e foi o que aconteceu, ele fez do jeitinho que gostava, eu era prova viva disso, ele ama quando engasga no pau dele, olhando nos olhos cheios de lágrimas, e observando toda a saliva que escorria no rosto. E entre tudo isso, eu ainda me masturbava.

– Levanta e deita na cama Núbia, e deixa as pernas bem abertas.

Quando o mestre dá a ordem, a putinha só obedece, Núbia ficou na posição que lhe foi ordenada, e logo fui encarregada de chupar a pequena buceta dela, o que fiz com o maior prazer, não sei se já disse, mas eu e Núbia sempre fazíamos sexo, eu conhecia seu corpo como a palma da minha mão, conhecia cada ponto fraco dela. Comecei lambendo do seu cuzinho até seu clitóris, chupava loucamente sua buceta, como uma cadela, e aproveitava pra enfiar dois dedos na sua bucetinha que estava toda melada. Senti algumas lambidas no meu cuzinho, quando me viro, lá estava ele, degustando um pouco do meu buraquinho, continuei a chupar a bucetinha deliciosa que estava na minha frente até a vadiazinha gozar na minha boca.

Novamente com ordens, me sentei encostando na cabeceira da cama, e Núbia foi comandada a deitar entre minhas pernas, eu segurei suas pernas para mantê-las o mais aberto possível, então ele veio, com aquele cacete imenso e enfiou pouco a pouco em sua buceta, os dois gemiam na minha frente, enquanto ele fodia a puta, ele ao mesmo tempo me beijava, pra não ficar de fora, comecei a masturbá-la enquanto ela era fodida. Não sei o que mais me excitava, eles fodendo na minha frente, ou ele ainda com a audácia de me beijar enquanto fodia outra garota.

Depois dela gozar 2 vezes no pau dele, ele retirou o pau dela e mandou que nós duas chupássemos ao mesmo tempo, o gostinho da buceta dela residia no pau dele, aproveitei e ensinei a ela como fazer um boquete de verdade, engoli aquela pau inteiro, babei todo ele, deixei que ele fodesse minha boca como se fosse uma bucetinha, batia com esse mastro no meu rosto e ainda pedia mais, minha garganta profunda sempre foi o meu forte, e ele gozou como sempre, sabia que ele nunca resistia. Compartilhei a porra com a cachorra da Núbia com um beijo de língua excitante.

Logo após engolir a porra que ele gozou a minha boca, fiquei de quatro, nem deu tempo de chamar, quando percebi, já estava toda arrombada com aquele cacetão na minha buceta, fiz do jeito que ele gostava, empinei bem a bunda, quando senti abrindo minha bunda e lambidas no meu rabo, provavelmente era a putinha da Núbia, eu mal conseguia raciocinar de tanto prazer, eu só conseguia gemer e pedir mais, mais e mais. Eu amava essa posição porque ele não conseguia resistir e ia direto foder meu cu depois de aproveitar um pouco da minha xoxotinha.

Ele se deitou e mandou eu sentar, com seu cacete bem melado, provavelmente também com a ajuda da cadelinha, foi introduzindo devagarzinho no meu rabo, eu ia rebolando em seu cacete pra ajudar e sentando lentamente, até que entrou tudo sem eu perceber, fui iniciando as sentadas pouco a pouco, e quando vi, meu cu já estava engolindo todo o cacete freneticamente, Núbia estava de boca aberta com a facilidade que eu dava meu cuzinho e se masturbava vendo eu sentar gostoso.

Quando sinto sua porra preencher completamente meu cuzinho, eu paralisei, já estava sem forças com todo esse prazer, tirei a rola do meu cu e a porra escorreu tudo. Fomos os 3 tomar banho juntinhos, eu lavei meu cu que estava todo vermelhinho.

– Bia, como que você dá o cu com tanta facilidade??

– Anos de treino querida, se quiser, qualquer dia te ensino – me sentia uma mestra em anal.

Ela, por incrível que pareça, estava ansiosa pela ideia de dar a bunda, mas isso requer preparativos, coisa que fizemos ao longo da semana antes do pau do meu namorado arrombar seu cuzinho guloso.

Add a Comment